Circuito mostra que fornecedores valorizam a relação


Por mais estranho que pudesse parecer num primeiro momento, na opinião do gestor do ConstruSete, Marcos Biondi, o Circuito de Negócios na versão virtual está sendo muito útil para manter o alinhamento dos negócios. “Perdemos um pouco do glamour, do contato, do abraço e do aperto de mão, mas conseguimos fazer um evento muito produtivo”, analisa Biondi.

Alguns fornecedores têm conseguido apresentar propostas diferenciadas, mas no geral, o que a indústria está fazendo é mostrar que ela está com o ConstruSete, que valoriza essa relação. Na verdade, é a maneira que todos estão tendo de manter os negócios ativos.

Ele entende que não se pode comparar ao modelo anterior (presencial), quando cada lojista se sentava com o fornecedor e tratava sobre suas questões individuais com aquela indústria. Nesse modelo, as tratativas são dentro de um contexto de grupo. “Tem sido muito importante nossas conversas para entendermos, neste momento de incertezas, a capacidade de abastecimento dos fornecedores, suas estratégias de atendimento aos lojistas, a visão que têm do comportamento do varejista em seus mercados e tudo isso junto tem sido de grande valia. Estamos compreendendo melhor a indústria e ela, as lojas”.

Biondi observa que, no caso das indústrias ceramistas, há uma dificuldade entre pedido e faturamento, porque muitos pedidos ainda serão produzidos e existe hoje uma dificuldade de matéria prima. “Isso deixa o segmento mais apreensivo, o que reflete também nos negócios”.

No mais, o gestor do ConstruSete manifestou sua satisfação com a adesão das indústrias e dos próprios associados. “Serão mais de 40 fornecedores atendidos até o final do Circuito e, da parte das lojas, temos 18 associados e, no entanto, a participação tem ficado próximo de 40 pessoas nas salas por reunião. Isso significa que cada lojista está entrando nas reuniões também com suas equipes de compras para conversar com a indústria”.


Pesquisas antecipam deficiências


Antes das reuniões, as indústrias recebem o resultado de uma pesquisa realizada entre todos os associados do ConstruSete, que indica como está o relacionamento comercial com cada loja – se tem problemas e quais são (entrega, preço, prazo, showroom etc.). Esses resultados antecipam os pontos de ajustes e a indústria já recebe uma referência do que fazer.

Os fornecedores têm agradecido a iniciativa e utilizado muito bem esse feedback para melhorar o relacionamento e até prospectar novos negócios dentro da rede.



20 visualizações