Algumas visitas foram necessárias

Durante três dias, o gestor do ConstruSete, Marcos Biondi, percorreu todas lojas – cerca de 1.900 km - para ajustar documentos que exigiam a assinatura de todos os associados e aproveitou para conversar e levantar os principais problemas e preocupações dos lojistas quanto ao momento atual. Claro que todos os cuidados foram adotados, o que vem sendo praticado também pelas lojas para proteger seus colaboradores e clientes.

Segundo o gestor, apesar da distância, a força tarefa foi importante. “Deu para sentir a temperatura da loja em relação ao seu fluxo de negócios, as estratégias que estão implementando e também explicar aos associados sobre os projetos que o C7 vem desenvolvendo para superar os desafios atuais. Em alguns casos específicos, o encontro foi mais demorado, para alinhar as situações e discutir com mais tempo as estratégias de enfrentamento das dificuldades apresentadas.




4 visualizações