Prevenção a fraudes com o Banco Safra

ConstruSete (C7) promove live sobre “Fraude nos meios de pagamento”, com representantes do Banco Safra. O evento, realizado nesta segunda-feira (10/05), contou com a participação de 40 pessoas – lojistas e colaboradores das lojas associadas


Durante pouco mais de uma hora, a Superintendente Executiva do Banco Safra, Juliana Sayão, e o Superintendente de Riscos e Fraudes, Antônio Cândido Neto, conversaram com associados e colaboradores das lojas do C7 sobre a evolução das novas fraudes que surgiram especialmente após o início da pandemia, que impulsionou o comércio das vendas online, e a melhor forma de todos – pessoas e empresas - se protegerem contra esses novos problemas.

Os participantes do evento virtual fizeram várias perguntas importantes, com base em situações vividas pelas lojas. Todas foram devidamente esclarecidas pelos superintendentes do SafraPay.

Segundo Antonio Neto, 100% das transações de links de pagamento do SafraPay são avaliadas pelo antifraude do Banco, sendo aprovadas ou negadas, em virtude do risco apresentado. Porém, Neto destacou que nenhum antifraude tem 100% de acerto, reforçando algumas ações que podem mitigar a ocorrência. “Se passou pelo antifraude do SafraPay, a partir daí o risco é do estabelecimento”, esclarece.


Boas práticas

Para identificar possíveis fraudes, vários procedimentos e cuidados podem ser adotados. Além de não fazer vendas para clientes que não têm cadastro completo no sistema, é importante observar e desconfiar:

- Cliente novo realizando diversas compras em curto espaço de tempo

- Mesmo cliente utilizando diversos números de telefones para realizar pedidos

- Cliente solicitando pagamento por link, porém vai retirar a compra na loja

- Cliente pedindo várias entregas no mesmo endereço e depois alegando que não fez. Nesse caso, é muito prudente ter em mãos todos os comprovantes que o lojista puder, para que possam ser usados em sua defesa.


Novos produtos e serviços

Juliana Sayão disse logo no início do evento que o aumento das vendas online trouxe para o Banco Safra uma nova forma também de enxergar as necessidades dos parceiros, o que provocou uma mudança dentro da instituição e da área de Franquias e Parcerias. “os parceiros estão precisando de capital de giro, seguro etc. e criamos esses produtos com condições melhores. Temos um pacote disponível para o Grupo C7 e não avaliamos as lojas individualmente, mas a rede como um todo”, observa.

Os interessados nessas oportunidades devem fazer contato diretamente com a superintendente, cujo contato pode ser obtido no ConstruSete, “para que todos possam operar mais fortes na retomada do mercado. Hoje temos para nossos parceiros todos os produtos de um banco”, salienta.

78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo