top of page

Gestor apresenta planejamento para enfrentar 2023

O mercado está aí! Tem gente construindo e tem gente reformando.

Nosso foco agora é, e sempre foi, pensar, criar possibilidades e trabalhar o nosso mercado.

Esse é o ponto!

Considerando as características do Grupo ConstruSete (C7), cujas lojas associadas estão em regiões diferentes, têm concorrentes e até mesmo estruturas diferentes, o gestor do Grupo, Marcos Biondi, vai apresentar na próxima assembleia (semana que vem) a grade de projetos para 2023. Segundo ele, o momento é de análise de todos os que estão sendo realizados e validação dos que serão aprovados para 2023. “Temos que pensar em ações que façam sentido para a maioria das lojas, ampliando a relação com os consumidores”.

Para esse ano, além do que já está em andamento, Biondi adianta algumas novidades como o projeto de Logística, com o especialista Marcel Oda, da empresa Mestre Empresarial. Com grande experiência no segmento de material para construção, Oda começa em fevereiro o trabalho nas lojas do C7 e deve trazer muito conhecimento para todos os associados.

Outro projeto de grande interesse para 2023 está relacionado aos clientes – consumidores finais, profissionais e arquitetos. “Vamos fazer um trabalho personalizado para esses diferentes clientes, com programas de relacionamento; ampliar a relação com o consumidor das plataformas digitais, desenvolvendo vídeos interativos do tipo ‘Faça você mesmo’; avançar com o projeto para assentadores, realizando eventos com foco nos grandes formatos, e ainda dentro desse contexto, estão sendo confeccionados brindes – camisetas, bonés e trenas - para acelerar o cadastro dos profissionais, com base na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados)”, relata Biondi.

Além disso, serão mantidas as campanhas mensais com materiais de suporte no PDV (pontos de venda); recursos para impulsionamento de produtos das indústrias parceiras nas redes sociais; e intensificação do Private Label, cartão próprio, com a logomarca das lojas.

Foco total

Prevista para entrar em operação no mês de março/2023, a plataforma digital Homaz, do ConstruSete, coloca definitivamente as lojas no mundo digital. “Sabemos que uma plataforma precisa de maturidade para gerar tráfego, mas temos certeza que vamos estabelecer um link com esse novo modelo de negócios e também uma conexão com as pessoas que gostam de comprar pela internet”, diz o gestor, acrescentando que a plataforma terá um link automático com todas as outras plataformas do mercado.

Outra estratégia do Homaz, que projeta um novo futuro para as lojas dentro do varejo, é a possibilidade de disponibilizar famílias de produtos que ainda não estão disponíveis nas lojas físicas. “A prateleira infinita vai acontecer com o Homaz”.

Análise geral

Na opinião do Gestor, é muito importante nesse início de ano que todos os lojistas analisem o momento com mais profundidade. “2021 foi um ano fora da curva para o nosso segmento, os resultados obtidos em 2022 corroboram isso, voltamos à nossa realidade. E deve ser essa a nossa referência daqui para frente. Portanto, devemos projetar as possibilidades em cima de 2022 e continuar fazendo o nosso melhor. É assim que vamos conseguir bons resultados em 2023. Sabemos que o ano será desafiador e que não vai dar para jogar o mesmo jogo”.


165 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page