IEV: Reunião com lojistas mostra caminhos para o sucesso




Nem sempre é possível entender porque a estratégia empresarial está falhando e para auxiliar nesta tarefa, na última quarta-feira (20/01) os associados (donos das lojas) do ConstruSete (C7) tiveram a oportunidade de bater um papo virtual, de mais de uma hora, com o fundador do IEV (Instituto de Especialização em Vendas, Victor Vieira.


“Conversamos sobre coisas muito interessantes e saímos da reunião com várias reflexões, sem dúvida, muito pertinentes”, afirma José Carlos Basso (Hidráulica Santo Antônio – Marília/SP).


Entre elas, José Carlos destaca a clareza que o dono da loja deve ter na hora de transmitir suas estratégias para a equipe; analisar se o que está tomando a maior parte do seu tempo não pode ser executado por outro colaborador da loja, enquanto ele (o dono do negócio) se ocupa do trabalho mais estratégico; e se as ferramentas de comunicação (canais) utilizadas pela loja estão recebendo o tratamento adequado.


E nesse ponto, o associado Antônio Figueiredo (Construfic – Avaré/SP) concorda totalmente e comenta: “Se não fizermos o feijão com arroz bem feito, de nada adianta darmos o próximo passo e introduzir novidades”. Tanto José Carlos quanto Toninho se referem a algumas necessidades básicas que as lojas ainda precisam atender, como oferecer um bom atendimento aos clientes que entram no estabelecimento, dar a mesma importância ao atendimento telefônico, que muitas vezes fica tocando sozinho até cair a ligação; e retornar as mensagens de WhatsApp enviadas pelo cliente. “Como podemos pensar em introduzir mais uma ferramenta, se essas, com as quais já estamos adaptados, ainda não funcionam corretamente?”, ponderam os associados de Marília e Avaré.


“Cada um tem a equipe que merece”

Foi com essa frase que o fundador do IEV começou a conversa com os associados. “Foi impactante e chamou a nossa atenção”, diz Anna Kiara de Freitas Furlan ???, da Cabana da Construção (Assis/SP).


Segundo ela, a discussão trouxe à tona a importância de implementar a cultura do treinamento nas equipes. “Esse processo deve ser incutido de maneira natural, como parte do trabalho dentro da loja, deixando de ser encarado como uma obrigação ou uma chatice, por parte da equipe”, destaca.


Ela relata que a reunião girou em torno de quatro pilares que devem ser muito bem trabalhados pelos lojistas – contratar perfil adequado, profissional com experiência na função, oferecer treinamento sempre e definir processos.


Nesta questão, Fernando Macedo, da Ourimadeiras (Ourinhos e Santa Cruz do Rio Pardo/SP), acrescenta a importância do gestor de Vendas estar engajado com os propósitos do lojista e observa: “para fazer dar certo, muitas vezes o lojista tem que abrir mão de ser o executor e delegar a função para outro de sua equipe, definindo claramente o que espera”.


A parceria do ConstruSete com o IEV teve início em outubro/2020, com treinamentos semanais de 200 colaboradores da área de vendas, das 19 lojas associadas ao Grupo ConstruSete.

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo